Publicação / O fundo do poço

O fundo do poço


O Rio está no fundo do poço, sem capacidade de qualquer reação. Hoje se comemora uma pequena recuperação do emprego no País, entre contratações e demissões, no Brasil se gerou um superávit demais de 76 mil empregos com carteira assinada, e o Rio é o único estado onde se perdeu vagas, aqui o saldo é negativo, mais 3800 vagas foram fechadas. A previsão para o PIB estadual é de -1,4%, vai ser o pior do Brasil. De segundo Estado da Federação, caímos para o último lugar, tudo graças a uma péssima escolha eleitoral.

Mais de 50% desta perda aconteceu no comercio em época de contratação para as festas de fim de ano, a coisa está bem feia, o Rio vai perdendo prestigio, sua população migra para outros estados, até o momento, está migração chega a quase 3 milhões de pessoas, mas para políticos que querem um sistema de transportes sem trens de passageiros, sem barcas para Paquetá, criando uma barca que nada vai ajudar as pessoas em Duque de Caxias, mas será uma obra bem cara, se esquecendo da necessária barca para São Gonçalo, e principalmente vivendo preocupado com a lucratividade dos empresários dos transportes, deixando de lado o transporte social. Se o pobre deixar o Rio, melhor??? Mas para a economia do Rio o imposto que o pobre paga ao adquirir qualquer produto faz muita falta, inclusive para ficar no bolso do empresário via isenção fiscal.

Este resultado contraria a política de isenção fiscal imposta ao Rio por vários governos, onde você paga o imposto e o mesmo criminosamente fica com o empresário, sem gerar emprego, fazendo falta no hospital, na escola, em nossa segurança, e coibindo a mobilidade urbana, obrigando o povo a pagar caro pelo seu direito de ir e vir.

No atual governo o fim das isenções foi usado como um acordo para a ALERJ aprovar o acordo de recuperação fiscal, mas tão logo foi assinado, a isenção foi novamente liberada pela ALERJ, e continua a ser feita sem critério, sem gerar emprego, e trazendo grande prejuízo a arrecadação do Rio. Do jeito que está o Rio nunca vai cumprir com o acordo de recuperação fiscal, uma vez que assinou que a arrecadação subiria 10% ao ano, sem cobrar imposto, e sem arrecadar como cumprir com a meta estabelecida???? O fato de sua arrecadação crescer por deixar de pagar o País não é o aumento pactuado, e sim um embuste contábil.

Na verdade eles querem continuar no poder, vivendo de empréstimos que terão de serem pagos por outro governo, com juros sobre juros, já que assinaram assim, e que por isso o outro governo, nada vai poder fazer pelo povo, e depois sonham em voltar como os salvadores de um Estado que quando estavam no poder vivia de empréstimos.

Como diz o ditado popular:

O Rio está Falido, com políticos bem pagos.

Os últimos acontecimentos mostram ao povo de que não adianta um salvador da pátria, o futuro governante precisa ter uma boa equipe, mas para que a democracia funcione perfeitamente, não se pode eleger amigos, ou políticos do mesmo partido do governante para o legislativo, e sim deputados estaduais, deputados federais, e senadores comprometidos em mudar tudo que está errado no nosso modo político de ser.

Chega de deputados que se vendem, chega de deputados que não representam seus eleitores, chega da desculpa que estão fazendo o que a Lei determina, chega de todo político acusado alegar inocência, chega de tentar fazer o povo de idiota, a mudança não pode ser só nos cabeças de chapa, mas em todos os cargos políticos. A sua importância, o seu futuro e de sua família, está no seu voto, escolha o seu representante para cada cargo, tenha certeza que sua escolha é a melhor opção, não se deixe levar por pesquisas, por indicações de cabos eleitorais, não venda seu voto, esqueça o fake News de anular seu voto, em 7 de outubro de 2018 vá de cabeça erguida, com vontade de se ter um País diferente, na convicção de mudar o Brasil com o seu voto.

Obs.: Foto de uma loja no centro do Rio, onde se multiplicam placas de aluga-se ou vende-se, apaguei parte dos telefones e do nome da imobiliária para não fazer propaganda.

Carlos Senna Jr

MTB 32447/RJ

carlossennajrjornalista@gmail.com

Postado em 19 de dezembro de 2017 as 18:12




Sr. Deputados, em 2018, lembrarei do seu voto durante a crise, para escolher o meu voto.

Uma oportuinidade única, assine para tirar do poder Pezão e Dornelles, é a hora do povo exprimir sua vontade. Chega de corrupção, chega de calamidades, chega de compreender, quem trabalha tem de receber seu salário. Assine
Muspe © 2017 - Design by : REALIDADE Virtual