Publicação / O caso é grave

O caso é grave


O servidor fez sua parte, compareceu e votou. O resultado foi a rejeição a contribuição voluntária que um sindicato quer impor a toda uma categoria. Ao contrário do que o MUSPE pensa, ao contrário do que a assembleia determinou, no dia seguinte, este sindicato que não faz parte das 42 entidades que compõem o MUSPE, distribui uma nota informando que vai impor a contribuição a todos os servidores.

Caso esta contribuição forçada apareça nos contra chegues de abril, desrespeita a decisão da assembleia, e caracteriza crime de estelionato, portanto cabe ao jurídico de cada entidade abrir queixa crime contra este absurdo.

A assembleia é soberana, e sua decisão deve ser acatada. A nota divulgada no dia seguinte da assembleia, é um embuste, na sua argumentação alegam que representam a todos, e, portanto, a decisão unilateral que contraria a decisão da assembleia é a que deve valer, sob a argumentação que a presidência do TJ RJ em 2016 determinou esta cobrança, no entanto a nota omite que em 2016 a contribuição era obrigatória, e agora é voluntária, e a decisão do dia anterior na assembleia tem todo o valor jurídico para que não se faça este desconto em quem não quer.

Com a palavra o departamento jurídico de cada entidade, que achar que voluntário é diferente de obrigatório…..

Como este desconto só vai aparecer em abril ainda dá tempo para uma liminar impedir tudo.

Carlos Senna Jr

MTB 32447/RJ

carlossennajrjornalista@gmail.com

Postado em 5 de Março de 2018 as 18:03




Sr. Deputados, em 2018, lembrarei do seu voto durante a crise, para escolher o meu voto.

Uma oportuinidade única, assine para tirar do poder Pezão e Dornelles, é a hora do povo exprimir sua vontade. Chega de corrupção, chega de calamidades, chega de compreender, quem trabalha tem de receber seu salário. Assine
Muspe © 2017 - Design by : REALIDADE Virtual